LULA: ENQUANTO NÃO HOUVER PRESIDENTE LEGÍTIMO, NÃO TEM SOLUÇÃO

Imagem de Destaque do post
  • Reduzir Fonte
  • Aumentar Fonte
  • Imprimir

O ex-presidente Lula concede entrevista na manhã desta terça-feira, 13, na rádio Cultura Foz e voltou a defender sua inocência e o seu direito à candidatura à Presidência. Segundo Lula, apenas com eleições livres e limpas, o próximo presidente terá legitimidade para governar; "Enquanto não tiver um presidente legítimo, não tem solução", disse Lula. "É melhor disputar a eleição comigo e quem ganhar leva. Quero ter a chance de poder provar que posso consertar esse país", acrescentou; Lula disse se considerar um "condenado inocente" e vítima de um "julgamento político"; "A única coisa que peço é que leiam os méritos do processo. Mentiras deslavadas com um único objetivo de me tirar da eleição"

247 - O ex-presidente Lula concede entrevista na manhã desta terça-feira, 13, na rádio Cultura Foz e voltou a defender sua inocência e o seu direito à candidatura à Presidência. Segundo Lula, apenas com eleições livres e limpas, o próximo presidente terá legitimidade para governar. 

"Enquanto não tiver um presidente legítimo, não tem solução", disse Lula. "É melhor disputar a eleição comigo e quem ganhar leva. Quero ter a chance de poder provar que posso consertar esse país", acrescentou. 

Lula disse se considerar um "condenado inocente" e vítima de um "julgamento político". "Sou um cara muito tranquilo e acho que meus acusadores estão muito mais preocupados do que eu. Não leram o processo, não ouviram as testemunhas. A única coisa que peço é que leiam os méritos do processo. Mentiras deslavadas com um único objetivo de me tirar da eleição", disse Lula. 

"Vou visitar as universidades e escolas técnicas para encontrar as pessoas que sonham em construir o Brasil. Vou conversar muito, sobretudo sobre o que vamos construir para o futuro do país. A caravana tem esse sentido, fazer as pessoas voltarem a acreditar no Brasil", disse também. 

"A educação é uma coisa tão sagrada que não tem nenhum país que se tornou competitivo no mundo sem antes investir na Educação", disse o líder petista. 

Brasil 247

Comentar

By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.